Plano alimentar grátis baseado na dieta genética

Este plano alimentar foi desenhado com base na dieta genética, uma dieta ancestral que está geneticamente adaptada ao ser humano.

A dieta genética promove a saúde e o bem-estar, previne e ajuda a tratar todo o tipo de doenças, pois ela é mais rica em nutrientes, é uma dieta anti-inflamatória, e equilibra e otimiza o organismo ajudando também a atingir o peso ideal.

Pequeno-almoço

Opção A

  • 1 copo de água morna com sumo de meio limão
  • 2 ovos “mal” mexidos com cogumelos. Ver >

Opção B

  • Sumo vegetal. Ver >
  • Panqueca com frutos vermelhos. Ver >

Opção C

  • 1 copo de água morna
  • 1 peça de fruta
  • Bife grelhado com um pouco de óleo de coco ou manteiga ghee

Opção D

  • 1 chávena de caldo de ossos
  • 2 ovos escalfados com espargos. Ver >
  • 1 fatia de pão de banana. Ver >

Opção E

  • Sumo vegetal. Ver >
  • 1 maçã cozida com óleo de coco e canela. Ver >
  • 2 tostas de arroz com presunto de porco bísaro ou porco preto

NOTA: No final de qualquer uma das opções podes tomar chá verde ou café sem adoçante. Podes experimentar ainda o café turbinado.


Almoço/Jantar

  • Sopa de vegetais
  • Vegetais cozidos ao vapor ou salteados, ou salada
  • Carne ou peixe grelhado, marinado ou salteado
  • Acompanhar com um pouco de batata doce ou mandioca

Snacks (se necessário)

  1. Iogurte de leite de coco. Ver >
  2. Frutos vermelhos com abacate e canela. Ver >
  3. Maçã cozida com óleo de coco e canela. Ver >
  4. Flocos de coco. Ver >
  5. Um pequeno punhado de frutos secos: amêndoa ou avelã ou nozes ou castanha do Brasil (esta última só pode ser 3 ou 4 un por dia).
  6. Leite de coco com chia e frutos vermelhos. Ver >
  7. 1 peça de fruta + 2 fatias de presunto porco preto ou porco bísaro
  8. Bife grelhado *
  9. Peixe grelhado  *
  10. 2 ovos mal cozidos (gema crua) *

* Sobras do almoço ou jantar. Não é preciso aquecer. Acompanhar com vegetais fermentados (por exemplo chucrute ou espargos), cogumelos frescos grelhados ou salteados, vegetais, salada e um fio de azeite.


Ceia (se necessário)

  • Infusão de camomila
  • Sumo vegetal (2 horas após o jantar). Ver >

Cuidados a ter

  1. Cozinhar a baixas temperaturas e no menor tempo possível para manter o máximo de nutrientes dos alimentos.
  2. Dar preferência a alimentos de qualidade: carne de pasto, peixe selvagem, ovos caseiros ou do campo, fruta e vegetais biológicos.
  3. Podes comer até 4 ovos por dia (se não fores intolerante), sempre com a gema mal cozida.
  4. Gorduras aptas para cozinhar: óleo de coco, manteiga (ou ghee) ou banha de porco preto.
  5. Para temperar optar por azeite virgem extraído a frio e vinagre de cidra biológico.
  6. A fruta nunca deve ser consumida isoladamente. Consumir sempre com uma gordura saudável (fruta sempre primeiro). Ingerir no máximo 3 peças de fruta por dia, privilegiando as menos doces como os frutos vermelhos.
  7. Os alimentos ricos em carboidratos ou frutose devem ser consumidos o mais cedo possível no dia. Evitá-los ao jantar.
  8. Limitar a ingestão das tostas de arroz a 2 por dia.
  9. Ingerir 1,5l de água por dia, fora das refeições.
  10. Substituir o sal corrente por sal marinho ou dos himalayas.
  11. Usar especiarias consideradas super alimentos como gengibre, açafrão, orégãos, tomilho, salsa, alecrim.

Queres melhorar a tua saúde e equilibrar o teu peso?

Se queres atingir algum objetivo relacionado com o teu peso ou com a tua saúde e gostarias de ter um plano alimentar personalizado, marca agora a tua sessão de Coaching Alimentar com a Marta. Ela ajudar-te-á a gerar os resultados que precisas através de uma reeducação alimentar e a manteres-te motivado e focado no teu caminho através do coaching. Clica aqui para saberes mais informações.